Wittgenstein e a linguagem

0

“Imaginar uma linguagem é imaginar uma forma de vida. É o que fazemos e o que somos, o que dá sentido a nossas palavras (…) Vemos o significado do que dizemos como algo estranho, misterioso, escondido. Mas, não há nada escondido! Tudo está à vista! São os filósofos que enredam a meada!”

Anúncios