Consciência Negra

Dudu é um garoto negro, inteligente e imaginativo, estudante de um colégio particular da classe média de São Paulo. Durante uma aula de educação artística, sua professora, Sônia, diz a ele que utilize o que ela chama de “lápis cor da pele” para pintar um desenho. A frase desperta em Dudu uma crise de identidade. Com toda a inocência de uma criança da sua idade, Dudu passa a carregar o lápis em questão consigo para encontrar alguém que possa sanar seus questionamentos. Sua mãe, Marta, logo percebe e resolve ir até a escola da criança tomar satisfações sobre o ocorrido. A professora justifica-se dizendo que falou de forma automática, sem pensar. No meio da discussão, Dudu foge, levando consigo seu “lápis cor da pele”. Sua mãe e sua professora passam a procurá-lo desesperadamente. Passa por diversos lugares da cidade até encontrar Madalena, uma antropóloga e curadora de arte. Madalena e Dudu criam uma empatia imediata e mútua e ela, através do seu conhecimento, mostra ao garoto o quanto a raça e a cultura negra são importantes. Madalena conta a Dudu que seu nome (Dúdú) em lorubá significa negro. Dudu identifica-se com as coisas que Madalena diz a ele e desenvolve um sentimento de orgulho por sua raça. Ele resolve que a partir daquele dia não quer que o chamem por seu nome – Eduardo – e sim por Dúdú.

Cida é negra, tem 40 anos e trabalha para Maria, uma velha de 80 anos, viúva e sem filhos, que é extremamente racista. A patroa tripudia sobre a empregada, que atura ser maltratada em silêncio, mas encontra uma forma de vingança em um jogo de xadrez.

Em uma sala de aula, um grupo de jovens se desentende por causa de uma declaração racista de um deles dirigida a uma colega. A moça se ofende, a professora de Português intervém e sugere que eles levem o tema para o professor de História, que certamente poderá ajudá-los no debate. O professor propõe mais do que um debate: os leva-os a refletir sobre o racismo na nossa sociedade, a buscar as origens do preconceito racial e, além disso, a envolver outras pessoas na discussão, resultando num belo trabalho em grupo, depois apresentado para toda a turma. Intercalando esta ação, depoimentos de líderes do movimento negro, estudiosos e pessoas vítimas de racismo. Educação, saúde, mercado de trabalho, políticas de ação afirmativa, consciência e cidadania são alguns dos tópicos abordados ao longo deste trabalho. O vídeo faz parte da campanha Direitos são pra valer, que visa auxiliar professores, alunos e seus familiares a reconhecerem as diferentes formas de racismo e a propor ações para superá-las. A iniciativa teve por objetivo trazer a questão ao debate público e fortalecer a implementação da Lei 10.639/2003, que instituiu a disciplina História e Cultura dos Afro-brasileiros nas escolas de Ensino Fundamental e Médio. Sugestão de uso: Entidades do movimento negro, estudantes e professores, igrejas, associações de moradores e movimentos sociais em geral.

O vídeo ficcional-educativo traz em menos de 30 minutos uma paródia sobre como o racismo e o preconceito ainda são encontrados nas salas de aula do Brasil. Invertendo a ordem da história, o vídeo utiliza a ironia para trabalhar o assunto de forma educativa. Nele, negros aparecem como classe dominante e brancos como escravizados e a mídia só apresenta modelos negros como exemplo de beleza.

Nesse episódio especial, Neto e Clara fazem um panomara da História Negra do Brasil.

Documentário da socióloga americana Jane Elliot sobre discriminação racial. Trata-se de um experimento onde pessoas de “olhos azuis” são taxadas como uma raça inferior e por conta disso passam a sentir na pela um pouco do que os negros americanos sofrem diariamente.

Publicidade

Um comentário em “Consciência Negra

Grato pelo comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s