Como Sentir Empatia

A empatia é a habilidade de sentir o que os outros sentem e é o segredo para construir relacionamentos significativos e conviver em paz com outras pessoas. Alguns nascem com uma habilidade natural de sentir empatia e outros têm mais dificuldade de se relacionar. Se você acha que precisa desenvolver sua empatia, há muitas coisas que pode fazer para melhorar nesse aspecto. Esse artigo discute o que é a empatia e passos para tomar imediatamente para se tornar mais empático.

 

Parte 1

Entrando em contato com sua empatia

  1. Entre em contato com suas próprias emoções. Para sentir emoções junto com outras pessoas, é preciso conseguir senti-las primeiro. Você está conectado com seus sentimentos? Nota quando está se sentindo feliz, triste, bravo ou assustado? Você deixa essas sensações virem à tona e serem expressadas? Se você tende a reprimir suas emoções em vez de deixá-las fazer parte de sua vida, trabalhe para senti-las mais profundamente.

    • É muito comum evitar sentimentos negativos. Por exemplo, é mais divertido se distrair com a televisão ou ir para o bar do que sentar e pensar sobre algo chato que aconteceu. Mas deixar essas emoções de lado cria uma desconexão ou falta de familiaridade. Como você espera sentir a tristeza de outra pessoa quando não consegue expressar a sua própria?
    • Tire um tempo todos os dias para deixar as emoções fluírem. Em vez de bloquear os sentimentos negativos de maneira apressada, pense sobre eles. Fique bravo ou com medo e lide com os sentimentos de forma saudável, chorando ou escrevendo seus pensamentos ou discutindo o assunto com um amigo.
    2

    Escute com mais atenção. Ouça o que a pessoa estiver falando e note a inflexão na voz. Observe os pequenos sinais que indicam como a pessoa está se sentindo. Pode ser o lábio tremendo e os olhos brilhando. Talvez seja algo mais sutil, ela pode olhar muito para baixo ou parecer ausente. Esqueça-se de você por alguns instantes e absorva a história das pessoas.

    • Não julgue enquanto escuta. Se você começar a se lembrar de uma desavença que teve ou se sentir crítico em relação às escolhas da pessoa ou de qualquer forma que o tire do momento, se esforce para voltar para o modo ouvinte.[1]
    3
    Finja que é a outra pessoa. Você já leu uma história emocionante e tão envolvente que acabou se esquecendo de si mesmo? Você se tornou o personagem por alguns momentos e sabia exatamente como se sentiria vendo seu pai pela primeira vez em 10 anos ou perdendo algum ente querido. Sentir empatia pessoalmente não é muito diferente. Quando estiver escutando alguém e quiser muito compreender, chegará um momento em que vai sentir o que a outra pessoa está sentindo. Você terá um lampejo do que significa ser o outro.
    4
    Não tenha medo de ficar desconfortável. A empatia pode ser dolorosa! Absorver a dor de outra pessoa pode machucar e o comprometimento profundo exige um grande esforço. Talvez por isso ela esteja desaparecendo – é simplesmente mais fácil manter conversas leves para continuar na zona de conforto. Se quiser ser mais empático, não fuja do sentimento das pessoas. Aceite que elas terão um efeito sobre você e que poderá se sentir diferente depois. No entanto, terá uma compreensão mais profunda sobre a outra pessoa, formando uma base para a construção de uma conexão sólida.
    5

    Mostre a outra pessoa que se importa com ela. Faça perguntas que demonstrem que está escutando. Use a linguagem corporal para mostrar que está comprometido: faça contato visual, incline-se um pouco, não fique inquieto, balance a cabeça ou sorria em momentos apropriados. Todas essas atitudes são formas de demonstrar empatia no momento para que a pessoa que está compartilhando os sentimentos crie confiança em você. Se estiver distraído, desviar o olhar ou der sinais de que não está prestando atenção ou não está interessado, a pessoa provavelmente vai parar de desabafar.

    • Outra maneira de demonstrar empatia é compartilhar algo sobre você também. Ficar tão vulnerável quanto a outra pessoa pode gerar confiança e conexão mútuas. Abaixe sua guarda e se envolva na conversa.
    6
    Use a empatia para ajudar outras pessoas. Ser empático com alguém é uma experiência enriquecedora e é positivo deixar que esse conhecimento adquirido influencie suas próximas ações. Talvez isso signifique defender alguém que sofra constantes provocações, já que agora você consegue entender melhor aquela pessoa. A forma como você se comportará quando conhecer alguém ou seu ponto de vista em determinados assuntos políticos e sociais pode mudar. Deixe a empatia influenciar a maneira que você se comporta no mundo.
 Parte 2

Desenvolvendo uma empatia maior

  1. Esteja aberto para aprender mais sobre algo que não entende. A empatia surge a partir da vontade de saber mais sobre outras pessoas e outras experiências. Tenha curiosidade sobre a vida dos outros. Tenha como objetivo aprender o máximo que puder sobre outras pessoas todos os dias. Aqui vão algumas formas de estimular sua curiosidade:

    • Viaje mais. Quando visitar lugares desconhecidos, tente passar mais tempo com os locais e descubra mais sobre o modo de vida deles.
    • Converse com desconhecidos. Quando estiver sentado ao lado de alguém no ônibus, puxe assunto em vez de enfiar a cara em um livro.
    • Saia da rotina. Se você tem uma tendência a conviver com as mesmas pessoas e frequentar os mesmos lugares sempre, dê uma variada e comece a fazer novos amigos. Expanda um pouco seu universo.
    2

    Faça um esforço maior para sentir empatia por pessoas das quais não gosta. Se perceber áreas com pouca empatia, tente mudar a maneira como se sente ou pelo menos ter um entendimento maior sobre pessoas e grupos dos quais não gosta. Assim que sentir repulsa por alguém, pergunte a si mesmo o porquê. Decida que, em vez de falar mal ou evitar aquela pessoa, você se colocará no lugar dela. Descubra o que pode aprender sendo empático com pessoas das quais não gosta.

    • Lembre que mesmo não conseguindo chegar a um acordo, ainda é possível sentir empatia. Você pode sentir empatia por alguém que não gosta. E quem sabe se abrindo um pouco possa encontrar motivos para mudar de ideia sobre aquela pessoa.
    3

    Pergunte às pessoas como elas se sentem. Essa é uma maneira simples de gerar empatia no dia a dia. Em vez de evitar as conversas emotivas, pergunte aos outros sobre seus sentimentos com mais frequência, e ouça as respostas de verdade. Isso não significa que toda conversa tenha que ser profunda, solene e filosófica. Mas perguntar às pessoas como elas estão se sentindo pode ajudar você a se envolver verdadeiramente e realmente enxergar a pessoa com quem está conversando.[2]

    • O outro lado da moeda é responder com mais sinceridade quando alguém perguntar como você se sente. Em vez de dizer Bem! quando na realidade está triste, por que não dizer a verdade? Veja o que acontece quando você expressa suas emoções em vez de reprimi-las.
    4
    Leia e assista mais ficção. Absorver um monte de histórias em forma de novelas, filmes e outras mídias, é uma boa maneira de desenvolver seu senso de empatia. Estudos mostram que a literatura ficcional melhora a habilidade de ser empático na vida real.[3] Ela ajuda a criar o hábito de imaginar como seria sua vida na pele de outra pessoa. A catarse de rir e chorar com um personagem pode fazer com que você fique mais emocionalmente aberto para as pessoas.
    5

    Pratique a empatia com alguém de sua confiança. Se estiver com dificuldade para descobrir se você é empático, treine com alguém. Explique à pessoa que você está tentando trabalhar essa característica para que ela entenda se você não se sair bem. Peça a essa pessoa para dizer como se sente e treine os passos acima. Diga como você se sente em relação ao que ela lhe contou.[4]

    • Veja se os sentimentos correspondem. Se a pessoa expressou tristeza e você se sentiu triste enquanto ela estava falando, você interpretou as emoções corretamente.
    • Se os sentimentos não corresponderam, talvez você deva ficar um tempo se dedicando a entrar em sintonia com seus próprios sentimentos e praticando o reconhecimento das emoções de outras pessoas
Parte 3

Entendendo o poder da empatia

  1. Veja isso como um compartilhamento de emoções. A empatia é a habilidade de sentir junto com alguém. Ela exige que você ultrapasse a superfície e experimente as mesmas emoções que outra pessoa. É fácil confundir empatia com simpatia, que é sentir pena de alguém em um momento difícil e tomar uma atitude para ajudar. Mas a empatia vai além: em vez de sentir por alguém, você sente com alguém.

    • Por exemplo, digamos que sua irmã começou a chorar quando estava contando que o namorado terminou com ela. Vendo as lágrimas caírem e ouvindo ela descrever o que houve, você sente sua própria garganta fechar. Você não sente apenas dó dela, você também se sente triste. Isso é empatia.
    • Outra forma de enxergar a empatia é como um entendimento compartilhado, uma habilidade de se projetar na experiência de alguém. A ideia de tentar andar uma longa distância usando os sapatos de alguém é uma boa descrição da empatia.
    • Ser empático significa compartilhar qualquer tipo de emoção – não precisa ser negativa. É estar sintonizado com todos os sentimentos e emoções de alguém para ter uma noção de como é ser aquela pessoa.
  2. Entenda que você pode sentir empatia por qualquer um. Não é preciso ter uma história parecida para sentir empatia, pois ela não significa dividir um entendimento por já ter passado pela mesma situação. Aliás, é possível ter empatia por pessoas com as quais você não tem nada em comum. Ser empático é sentir o que a outra pessoa está sentindo – o que quer que seja. Não precisa ser algo que já sentiu antes.

    • Isso significa que você pode sentir empatia por qualquer pessoa. Um jovem pode sentir empatia por uma pessoa idosa em um asilo, ainda que nunca tenha passado por aquilo. Uma pessoa rica pode ter empatia por um sem-teto, mesmo que sempre tenha tido casa e comida. Você pode sentir empatia por um desconhecido no trem do outro lado da rua.
    • Para explicar de outra forma, ser empático não significa imaginar como seria a vida de alguém – significa realmente sentir como é a vida para alguém, em um nível emocional.
  3. Entenda que não é preciso concordar com alguém para sentir empatia por ele. Aliás, é possível ser empático com alguém com quem você discorda completamente e até mesmo de quem não gosta. Essa pessoa também é humana e tem as mesmas emoções que você. Pode não ser fácil, mas é possível sentir empatia pela dor e sofrimento daquela pessoa, assim como sentiria por alguém que ama.[5]

    • Por exemplo, digamos que seu vizinho é contrário aos seus ideais políticos e sempre diz coisas que você considera totalmente erradas. Mesmo se visse ele machucado, iria acudi-lo.
    • Pode ser ainda mais importante desenvolver a habilidade de sentir empatia por pessoas que não gosta. A empatia ajuda a enxergar todas as pessoas como seres que precisam de amor e consideração, independente de qualquer coisa. Ela cria a possibilidade de paz.
  4. Esqueça a regra do não faça com os outros o que não gostaria que fizessem com você. George Bernard Shaw disse: Não tente tratar os outros como gostaria de ser tratado – os gostos podem ser diferentes. A “regra de ouro” não se aplica quando se trata de empatia, pois ela não ajuda a entender como é ser a outra pessoa. Ser empático significa abrir a si mesmo ao ponto de vista de outra pessoa e seus gostos, em vez de impor a ela sua própria experiência e ideias.

    • Pensar em como gostaria de ser tratado pode servir como ponto inicial pra o respeito e a conscientização, mas, para ser empático você deve ir além. É um desafio colocar isso em prática e pode ser desconfortável, mas quanto mais você fizer, mais entenderá as pessoas ao seu redor.
  5. Entenda por que a empatia é importante. Ela melhora a qualidade de vida tanto no nível pessoal quanto social e te ajuda a se sentir mais conectado com as pessoas ao seu redor e a criar um senso de significado compartilhado. Além disso, a habilidade dos humanos de sentir empatia por pessoas diferentes de si mesmos traz enormes ganhos sociais. Ela ajuda indivíduos e grupos a superarem o racismo, a homofobia, o sexismo, o classicismo e outros problemas da sociedade. É o alicerce para a cooperação social e ajuda mútua.[6] Sem empatia, onde estaríamos?

    • Um estudo recente demonstrou que o nível de empatia entre colegas estudantes caiu 40% nos últimos 20 a 30 anos.[7] Isso sugere que a empatia é, pelo menos em partes, algo que pode ser aprendido e desaprendido.
    • Ao entrar em contato com seu senso de empatia e fazer dele uma prioridade todos os dias, você pode melhorar sua habilidade de ser empático – e ver como sua vida melhora em consequência disso.

Dicas

  • Use sua percepção e suas emoções como referência e também para dar sugestões.
  • A empatia não é um processo físico e definido. Ela pode ser espontânea (inclusive indesejada) ou pode acontecer pelo simples vislumbre de um acontecimento.
  • É provável que você não consiga formar um panorama completo, mas isso não é um problema.
  • Ela exige um mente ativamente solidária para funcionar adequadamente. E nem sempre funciona.
  • Se estiver com dificuldade para imaginar uma situação, tente fazer uma comparação com uma experiência própria semelhante àquela que está tentando visualizar.
  • Não acredite que somente a sua visão da situação é a correta; todos terão pontos de vista diferentes.

Avisos

  • Se as emoções forem fortes o suficiente, elas podem lhe deixar com sentimentos parecidos depois. Isso pode ser perigoso no caso de uma situação deprimente. Se acontecer, não se preocupe, tente pensar em lembranças felizes para combater a empatia depressiva com empatia alegre.
Anúncios

Grato pelo comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s